Explora Intuição Sobre, Viva Livre e outros!

Explorar tópicos relacionados

"Presença Folha de Arte e Crítica" n.º1 a 9, Coimbra, 1927. Foi editada em duas séries: a primeira, entre 1927 e 1940. Distinguindo-se por um cuidadoso grafismo, enriquecido com reproduções de trabalhos de Almada, Sarah Afonso, Mário Eloy, entre outros. Defendeu a criação de uma literatura mais viva, livre, oposta ao academismo e jornalismo rotineiro, primando pela crítica, pela predominância do individual sobre o colectivo, do psicológico sobre o social, da intuição sobre a razão.

"Presença Folha de Arte e Crítica" n.º1 a 9, Coimbra, 1927. Foi editada em duas séries: a primeira, entre 1927 e 1940. Distinguindo-se por um cuidadoso grafismo, enriquecido com reproduções de trabalhos de Almada, Sarah Afonso, Mário Eloy, entre outros. Defendeu a criação de uma literatura mais viva, livre, oposta ao academismo e jornalismo rotineiro, primando pela crítica, pela predominância do individual sobre o colectivo, do psicológico sobre o social, da intuição sobre a razão.

What a Stunt Pilot Teaches Us About Creativity, Impermanence, and the Meaning of Life | Brain Pickings

Annie Dillard on What a Stunt Pilot Knows About Impermanence, Creativity, and the Meaning of Life

What a Stunt Pilot Teaches Us About Creativity, Impermanence, and the Meaning of Life | Brain Pickings

Caderno de notas de Fernando Pessoa : O palrador - [1903] . - [55] p. : il.; 20,5 x 16,1 cm Revista manuscrita dirigida pelo Dr. Pancrácio e outros colaboradores inventados por Pessoa.

Caderno de notas de Fernando Pessoa : O palrador - [1903] . - [55] p. : il.; 20,5 x 16,1 cm Revista manuscrita dirigida pelo Dr. Pancrácio e outros colaboradores inventados por Pessoa.

Pierre Le Tan - Certain Generalisations

Pierre Le Tan - Certain Generalisations

SERÕES. REVISTA MENSAL ILLUSTRADA – Publicou-se em Lisboa, entre Março de 1901 e Dezembro de 1911. Um dos aspetos que mais particulariza a Serões é a sua relação com o mundo do livro. Outra perspetiva que a Serões oferece é a do acompanhamento mensal, ao longo de um período de cerca de seis anos, da linha editorial e dos ritmos de produção de uma casa editora, no início do século XX.

SERÕES. REVISTA MENSAL ILLUSTRADA – Publicou-se em Lisboa, entre Março de 1901 e Dezembro de 1911. Um dos aspetos que mais particulariza a Serões é a sua relação com o mundo do livro. Outra perspetiva que a Serões oferece é a do acompanhamento mensal, ao longo de um período de cerca de seis anos, da linha editorial e dos ritmos de produção de uma casa editora, no início do século XX.

W oczekiwaniu na Boga

W oczekiwaniu na Boga

Livros Capas,Meus Livros,Dias Soco Do Seu Camus,Quarto,Comer,Vida,Outono,Livros,Boris Vian S

CHOLDRA (A) - Semanário republicano de combate e de crítica à vida nacional, dirigido por Eduardo de Sousa. Publicado em 1926, em Lisboa, teve vida efémera, com apenas um ano de existência. O jornal afirma-se como desafio inflamado pela liberdade e como combate contra a reacção. Intitulava-se como jornal, ou panfleto.

CHOLDRA (A) - Semanário republicano de combate e de crítica à vida nacional, dirigido por Eduardo de Sousa. Publicado em 1926, em Lisboa, teve vida efémera, com apenas um ano de existência. O jornal afirma-se como desafio inflamado pela liberdade e como combate contra a reacção. Intitulava-se como jornal, ou panfleto.

The original Gidget was created by Frederick Kohner in his 1957 novel 'Gidget, The Little Girl With Big Ideas'

The original Gidget was created by Frederick Kohner in his 1957 novel 'Gidget, The Little Girl With Big Ideas'

SERÕES. REVISTA MENSAL ILLUSTRADA - 2.ª série; N.º 1 A partir da 2.ª série da revista, iniciada em 1905, na sequência da venda do título à Livraria Ferreira, também casa editora, a relação com o livro intensificou-se e assumiu contornos de grande complementaridade. A Serões foi, um canal de divulgação e promoção da Livraria Ferreira, sobretudo, do seu catálogo e dos autores que com ela trabalhavam.

SERÕES. REVISTA MENSAL ILLUSTRADA - 2.ª série; N.º 1 A partir da 2.ª série da revista, iniciada em 1905, na sequência da venda do título à Livraria Ferreira, também casa editora, a relação com o livro intensificou-se e assumiu contornos de grande complementaridade. A Serões foi, um canal de divulgação e promoção da Livraria Ferreira, sobretudo, do seu catálogo e dos autores que com ela trabalhavam.

Tender is the night by F. Scott Fitzgerald

Tender is the night by F. Scott Fitzgerald

Pinterest
Pesquisar