Explora Mists, Galáxias e outros!

Explorar tópicos relacionados

Linha D'Água Imagens Astronômicas: Nebulosa da Tarantula - Violenta Região de…

Linha D'Água Imagens Astronômicas: Nebulosa da Tarantula - Violenta Região de…

Uma equipe internacional de astrônomos usou as capacidades únicas do telescópio espacial Hubble para revelar uma numerosa população de estrelas “monstro” na Grande Nuvem de Magalhães, galáxi…

Uma equipe internacional de astrônomos usou as capacidades únicas do telescópio espacial Hubble para revelar uma numerosa população de estrelas “monstro” na Grande Nuvem de Magalhães, galáxi…

Este impressionante wallpaper do espaço revela W3, que é uma enorme maternidade estelar a cerca de 6.200 anos-luz de distância, na Braço de Perseu, um dos principais braços espirais da galáxia Via Láctea, que abriga tanto a formação de baixa e de alta massa da estrela.

Este impressionante wallpaper do espaço revela W3, que é uma enorme maternidade estelar a cerca de 6.200 anos-luz de distância, na Braço de Perseu, um dos principais braços espirais da galáxia Via Láctea, que abriga tanto a formação de baixa e de alta massa da estrela.

Além de estrelas colossais, essa nebulosa é uma belíssima tela de fundo

Além de estrelas colossais, essa nebulosa é uma belíssima tela de fundo

O problema de ser perfeccionista. - Rodrigo T. Antonangelo

O problema de ser perfeccionista. - Rodrigo T. Antonangelo

Nebulosa Tarântula

Nasa divulga nova imagem da Nebulosa da Tarântula

Nebulosa da Chama (Flame Nebula, NGC 2024). Nebulosas são nuvens de poeira e gás, de formação de estrelas, conhecidas como “Berço das Estrelas”. Descoberta por Willian Herschel, em 1786, a NGC 2024, localizada na constelação de Orion, está a uma distância de 1500 anos-luz do Sistema Solar.   Crédito: European Southern Observatory (ESO)

Nebulosa da Chama (Flame Nebula, NGC 2024). Nebulosas são nuvens de poeira e gás, de formação de estrelas, conhecidas como “Berço das Estrelas”. Descoberta por Willian Herschel, em 1786, a NGC 2024, localizada na constelação de Orion, está a uma distância de 1500 anos-luz do Sistema Solar. Crédito: European Southern Observatory (ESO)

Pinterest
Pesquisar