Explora Museu Britânico, Lugares e outros!

Explorar tópicos relacionados

Museu Britânico

Museu Britânico

museu britânico

museu britânico

Museu Britânico

Museu Britânico

Coffin of deceased named Henutmehyt, gilded and painted wood; Dynasty XIX, 187 cm; the hieroglyphs say she was "head of the house," and "a musician." British Museum, London, U.K. The coffin was typically made of wood. The mummified body was put in the coffin. The sarcophagus was the outmost level and was typically made of stone. An ancient Egyptian would say that the function of both the sarcophagus and coffin were to protect the "ka" [spirit] of the deceased;

Coffin of deceased named Henutmehyt, gilded and painted wood; Dynasty XIX, 187 cm; the hieroglyphs say she was "head of the house," and "a musician." British Museum, London, U.K. The coffin was typically made of wood. The mummified body was put in the coffin. The sarcophagus was the outmost level and was typically made of stone. An ancient Egyptian would say that the function of both the sarcophagus and coffin were to protect the "ka" [spirit] of the deceased;

Detalhe da cabeça esquerda. Serpente de duas cabeças, asteca/mixteca, séc. XV-XVI, proveniente do México, 20,5 cm de altura x 43,3 cm de comprimento, coleção Mosaico Asteca de Turquesa. Museu Britânico. A serpente de duas cabeças é considerada obra-prima do mosaico asteca. Provavelmente, piritas de ferro cor de ouro, conchas vermelhas e brancas foram usadas no nariz e na boca das cabeças da serpente. A serpente era um símbolo de poder mágico, misterioso e mortal.

Detalhe da cabeça esquerda. Serpente de duas cabeças, asteca/mixteca, séc. XV-XVI, proveniente do México, 20,5 cm de altura x 43,3 cm de comprimento, coleção Mosaico Asteca de Turquesa. Museu Britânico. A serpente de duas cabeças é considerada obra-prima do mosaico asteca. Provavelmente, piritas de ferro cor de ouro, conchas vermelhas e brancas foram usadas no nariz e na boca das cabeças da serpente. A serpente era um símbolo de poder mágico, misterioso e mortal.

Máscara de Quetzalcoatl, mosaico de turquesa, asteca/mixteca, proveniente do México, 17,3 cm de altura x 16,7 cm de largura, Museu Britânico. Pode ser uma representação de Quetzalcoatl, a “serpente emplumada”, ou Tlaloc, o deus da chuva. Ambos os deuses estão associados com serpentes. A máscara é feita de madeira e recoberta com mosaico de turquesa. Os dentes são de concha. Duas serpentes, uma em cor verde e outra, em azul, contornam os olhos e se enrolam sobre o nariz descendo até a boca.

Máscara de Quetzalcoatl, mosaico de turquesa, asteca/mixteca, proveniente do México, 17,3 cm de altura x 16,7 cm de largura, Museu Britânico. Pode ser uma representação de Quetzalcoatl, a “serpente emplumada”, ou Tlaloc, o deus da chuva. Ambos os deuses estão associados com serpentes. A máscara é feita de madeira e recoberta com mosaico de turquesa. Os dentes são de concha. Duas serpentes, uma em cor verde e outra, em azul, contornam os olhos e se enrolam sobre o nariz descendo até a boca.

detalhe do cabo da Faca sacrificial trabalhado em mosaico, asteca/mixteca, séc. XV-XVI, proveniente do México, 31,7 cm de comprimento, Museu Britânico. O cabo foi esculpido a partir de uma única peça de madeira (Cedrela odorata). Traz a figura de um guerreiro águia, com o capacete em formato de cabeça de águia. Está agachado com os olhos voltados para a lâmina da faca feita de calcedônia lascada. A figura é recoberta com mosaico de turquesa, malaquita e diversos tipos de concha.

detalhe do cabo da Faca sacrificial trabalhado em mosaico, asteca/mixteca, séc. XV-XVI, proveniente do México, 31,7 cm de comprimento, Museu Britânico. O cabo foi esculpido a partir de uma única peça de madeira (Cedrela odorata). Traz a figura de um guerreiro águia, com o capacete em formato de cabeça de águia. Está agachado com os olhos voltados para a lâmina da faca feita de calcedônia lascada. A figura é recoberta com mosaico de turquesa, malaquita e diversos tipos de concha.

Máscara de mosaico de Tezcatlipoca, asteca/mixteca, séc. XV-XVI, México, 19,5 cm de altura x 12,5 cm de largura, Museu Britânico. A Máscara é feita com um crânio humano. A caveira, os dentes foram preservados. A parte frontal recoberta com faixas de turquesa e lenhite em mosaicos. Os olhos dois discos de pirita polida fixados nos anéis de concha. A parte posterior cortada e finalizada com tiras de couro. A mandíbula é móvel e articulada sobre o couro.

Máscara de mosaico de Tezcatlipoca, asteca/mixteca, séc. XV-XVI, México, 19,5 cm de altura x 12,5 cm de largura, Museu Britânico. A Máscara é feita com um crânio humano. A caveira, os dentes foram preservados. A parte frontal recoberta com faixas de turquesa e lenhite em mosaicos. Os olhos dois discos de pirita polida fixados nos anéis de concha. A parte posterior cortada e finalizada com tiras de couro. A mandíbula é móvel e articulada sobre o couro.

Detalhe da cabeça direita. Serpente de duas cabeças, asteca/mixteca, séc. XV-XVI, proveniente do México, 20,5 cm de altura x 43,3 cm de comprimento, coleção Mosaico Asteca de Turquesa. Museu Britânico. A serpente de duas cabeças é considerada obra-prima do mosaico asteca. As órbitas oculares ainda tem vestígios de cera de abelha e ali estariam embutidas, provavelmente, conchas e piritas de ferro cor de ouro. Conchas vermelhas e brancas foram usadas no nariz e na boca das cabeças da serpente.

Detalhe da cabeça direita. Serpente de duas cabeças, asteca/mixteca, séc. XV-XVI, proveniente do México, 20,5 cm de altura x 43,3 cm de comprimento, coleção Mosaico Asteca de Turquesa. Museu Britânico. A serpente de duas cabeças é considerada obra-prima do mosaico asteca. As órbitas oculares ainda tem vestígios de cera de abelha e ali estariam embutidas, provavelmente, conchas e piritas de ferro cor de ouro. Conchas vermelhas e brancas foram usadas no nariz e na boca das cabeças da serpente.

Land of Lost Content celebrates Great British rubbish

Land of Lost Content celebrates Great British rubbish

Pinterest • O catálogo mundial de ideias
Pesquisar