Explora Bem Como, Maravilha e outros!

Explorar tópicos relacionados

-- Já conhecia essa posição? – Que maravilha, bem. Como é que… Mais repetida que mamãe-e-papai. – Inventei agorinha mesmo.

-- Já conhecia essa posição? – Que maravilha, bem. Como é que… Mais repetida que mamãe-e-papai. – Inventei agorinha mesmo.

Livros ♥livros ♥livros

Livros ♥livros ♥livros

Temos guardado algures em nós enquanto progenitores um kit de desastres, um recurso tanto prático como psicológico para lidar com uma lista conhecida de crises existenciais nas vidas dos nossos filhos. Falha na carreira, perda de confiança suicidária, caso amoroso condenado, casamento acabado, mudança de orientação sexual, toxicodependência, dívidas.

Temos guardado algures em nós enquanto progenitores um kit de desastres, um recurso tanto prático como psicológico para lidar com uma lista conhecida de crises existenciais nas vidas dos nossos filhos. Falha na carreira, perda de confiança suicidária, caso amoroso condenado, casamento acabado, mudança de orientação sexual, toxicodependência, dívidas.

O solo era negro e sujava as mãos. A gente boa sumia-se na emigração. O que sobrenadava era o rebotalho. Pudera, tanto o lavradorzinho da arada como o cabaneiro viviam frigidos com tributos, mais escravos que os negros. Davam de comer à cáfila toda. Sustentavam o fidalgo, o ministro, o doutor, o escrivão, o padre; matavam a fome ao pedinte, ao citote, ao pilho; desfaziam-se em maná, e ficavam nus e viviam nus que nem castanheiros depois de abanados.

O solo era negro e sujava as mãos. A gente boa sumia-se na emigração. O que sobrenadava era o rebotalho. Pudera, tanto o lavradorzinho da arada como o cabaneiro viviam frigidos com tributos, mais escravos que os negros. Davam de comer à cáfila toda. Sustentavam o fidalgo, o ministro, o doutor, o escrivão, o padre; matavam a fome ao pedinte, ao citote, ao pilho; desfaziam-se em maná, e ficavam nus e viviam nus que nem castanheiros depois de abanados.

my book cover... cute! Sassy Lizzy... Interested Darcy.

my book cover... cute! Sassy Lizzy... Interested Darcy.

Dica de livro: Love story (Erin estuda escrita criativa na faculdade depois de sair da fazenda de cavalos de sua avó em Kentucky por recusar estudar administração e cuidar dos negócios da família. Sua avó então oferece a fazenda e a herança ao seu cavalariço, Hunter. No primeiro texto da aula que mais gosta, ela escreve uma história quente sobre Hunter e quando estão todos prontos para ler, ele entra na classe como mais novo aluno.

Dica de livro: Love story (Erin estuda escrita criativa na faculdade depois de sair da fazenda de cavalos de sua avó em Kentucky por recusar estudar administração e cuidar dos negócios da família. Sua avó então oferece a fazenda e a herança ao seu cavalariço, Hunter. No primeiro texto da aula que mais gosta, ela escreve uma história quente sobre Hunter e quando estão todos prontos para ler, ele entra na classe como mais novo aluno.

Ela encostou-se ainda mais, com desespero, ele beijou-a de novo e ficou gelado com a inocência do beijo dela, com o olhar que no momento do contacto o transpunha direito à escuridão da noite e do mundo. Ela ainda não sabia que o esplendor vive no coração. No momento em que ela se apercebesse disso e mergulhasse na paixão universal, ele poderia possuí-la sem hesitação ou arrependimento.

Ela encostou-se ainda mais, com desespero, ele beijou-a de novo e ficou gelado com a inocência do beijo dela, com o olhar que no momento do contacto o transpunha direito à escuridão da noite e do mundo. Ela ainda não sabia que o esplendor vive no coração. No momento em que ela se apercebesse disso e mergulhasse na paixão universal, ele poderia possuí-la sem hesitação ou arrependimento.

Não compreendera ainda até que ponto os dias podiam ser, ao mesmo tempo, curtos e longos. Longos para viver, sem dúvida, mas de tal modo distendidos que acabavam por se sobrepor uns aos outros e por perder o nome. As palavras ontem ou amanhã eram as únicas que conservavam sentido.

Não compreendera ainda até que ponto os dias podiam ser, ao mesmo tempo, curtos e longos. Longos para viver, sem dúvida, mas de tal modo distendidos que acabavam por se sobrepor uns aos outros e por perder o nome. As palavras ontem ou amanhã eram as únicas que conservavam sentido.

Desta vez, porém, foi dominado pela Feira. Queria desforrar-se nos cinco dias festivos, sem os berros dos mestres e as pancadas do pai. Iria ver os acrobatas do circo; daria tiros ao canhão e passeios nos cavalinhos. E até havia de estancar o ardor do sangue, dentro das barracas de reposteiros vistosos, onde mulheres pintadas vendiam refrescos e beijos. Seria senhor da feira e do seu destino; livre, como um homem

Desta vez, porém, foi dominado pela Feira. Queria desforrar-se nos cinco dias festivos, sem os berros dos mestres e as pancadas do pai. Iria ver os acrobatas do circo; daria tiros ao canhão e passeios nos cavalinhos. E até havia de estancar o ardor do sangue, dentro das barracas de reposteiros vistosos, onde mulheres pintadas vendiam refrescos e beijos. Seria senhor da feira e do seu destino; livre, como um homem

Por mais ridículo que fosse o que eu tanto esperava, da roleta, acho também que a opinião rotineira aceite por todos de que é uma estupidez e um disparate esperar alguma coisa do jogo é ainda mais ridícula. Por que se pensa que o jogo é pior do que qualquer outro método de arranjar dinheiro, por exemplo, digamos, o comércio? É verdade que ganha uma pessoa em cada cem. Mas que importa isso?

Por mais ridículo que fosse o que eu tanto esperava, da roleta, acho também que a opinião rotineira aceite por todos de que é uma estupidez e um disparate esperar alguma coisa do jogo é ainda mais ridícula. Por que se pensa que o jogo é pior do que qualquer outro método de arranjar dinheiro, por exemplo, digamos, o comércio? É verdade que ganha uma pessoa em cada cem. Mas que importa isso?

Pinterest • O catálogo mundial de ideias
Pesquisar