Explore Portrait, Time, and more!

tempo de luta / das rosas rebeldes /  não aquelas dos buquês /  falo da rosa selvagem  / aferrada ao solo / pra nunca mais ser morta //  Bárbara Lia // Pagu, 1933 by Candido Portinari

Art Inconnu - Little-known and under-appreciated art.: Portraits by Candido Portinari "Portrait of Pagu" 1933

A escritora Clarice Lispector [1925-1977]. [FSP-Mais!-16.06.96]

Livro 'perigoso' de Clarice Lispector está entre os melhores do ano do 'NYT'

A escritora Clarice Lispector [1925-1977]. [FSP-Mais!-16.06.96]

Agostino Brunias (1730 - 1796)

The Barbadoes Mulatto Girl. After Agostino Brunias Engraving published in London, 1779

Maria Quitéria de Jesus (1792-1853) foi uma militar brasileira, heroína da Guerra da Independência. Considerada a Joana d'Arc brasileira, é a patronesse do Quadro Complementar de Oficiais do Exército Brasileiro. Vestiu-se de homem para alistar-se no exército. Morreu aos 61 anos, no anonimato, em Salvador.

Maria Quitéria de Jesus (1792-1853) foi uma militar brasileira, heroína da Guerra da Independência. Considerada a Joana d'Arc brasileira, é a patronesse do Quadro Complementar de Oficiais do Exército Brasileiro. Vestiu-se de homem para alistar-se no exército. Morreu aos 61 anos, no anonimato, em Salvador.

The Zapatista cooperative Las Mujeres con la Dignidad Rebelde, 'The Women with the Dignity to Rebel'.

The Zapatista cooperative Las Mujeres con la Dignidad Rebelde, 'The Women with Rebel Dignity'.

Da. Leopoldina e seus filhos em 1826, tendo no colo  D. Pedro de Alcântara, futuro D. Pedro II. Quadro  de Georgina de Albuquerque, que se encontra no Museu  Histórico Nacional IPHAN/MINC.

Leopoldina e seus filhos em tendo no colo D.

Pagu (Patrícia Galvão, 1910-1962), ou: Patsy, Zazá, Mara Lobo, Paula, G. Léa, Peste, King Shelter, Gim, Ariel, Leonnie, Pt.., K. B. Luda...

Pagu (Patrícia Galvão, 1910-1962), ou: Patsy, Zazá, Mara Lobo, Paula, G. Léa, Peste, King Shelter, Gim, Ariel, Leonnie, Pt.., K. B. Luda...

Pagu, nascida Patríca Galvão, uma das mulheres mais fascinantes do nosso país: militante, feminista sem demagogia, poeta, professora, operária e presa política na era Vargas. Virei fã.

Pagu, nascida Patríca Galvão, uma das mulheres mais fascinantes do nosso país: militante, feminista sem demagogia, poeta, professora, operária e presa política na era Vargas. Virei fã.

Pinterest
Search