Explora Muitas Águas, Lava Jato e outros!

Explorar tópicos relacionados

A Transposição e o Golpe, 1º.07.2016 | Sabíamos, desde o início, que muitas águas turvas rolariam na obra da Transposição de Águas do São Francisco para o chamado Nordeste Setentrional. Aos poucos elas vão se revelando, incluindo até mortes. A primeira denúncia de corrupção aconteceu quando o Exército era o responsável exclusivo por ela. Caiu no silêncio. A segunda, na Operação Vidas Secas, em 2015, envolveu empresas a partir da Lava-Jato, com desvios na ordem de R$ 200 milhões.

A Transposição e o Golpe, 1º.07.2016 | Sabíamos, desde o início, que muitas águas turvas rolariam na obra da Transposição de Águas do São Francisco para o chamado Nordeste Setentrional. Aos poucos elas vão se revelando, incluindo até mortes. A primeira denúncia de corrupção aconteceu quando o Exército era o responsável exclusivo por ela. Caiu no silêncio. A segunda, na Operação Vidas Secas, em 2015, envolveu empresas a partir da Lava-Jato, com desvios na ordem de R$ 200 milhões.

Agora com a terceira denúncia de corrupção, na Operação Turbulência, desdobramento da Lava-Jato, fala-se no desvio de R$ 18,8 milhões de uma terraplanagem contratada. O detalhe é que o pagamento foi feito pela OAS; e o proprietário da empresa receptora foi encontrado morto no quarto de um motel em Recife, alguns dias depois de deflagrada a operação. A própria polícia estaria denunciando que foi proibida de fazer a perícia dessa morte, por ordem do Secretário de Segurança Pública de PE.

Agora com a terceira denúncia de corrupção, na Operação Turbulência, desdobramento da Lava-Jato, fala-se no desvio de R$ 18,8 milhões de uma terraplanagem contratada. O detalhe é que o pagamento foi feito pela OAS; e o proprietário da empresa receptora foi encontrado morto no quarto de um motel em Recife, alguns dias depois de deflagrada a operação. A própria polícia estaria denunciando que foi proibida de fazer a perícia dessa morte, por ordem do Secretário de Segurança Pública de PE.

21.06.2016, A PF deflagrou, em PE e em GO, a Operação Turbulência: que investiga a ligação entre o avião que caiu com o ex-governador de PE e então candidato à presidência Eduardo Campos (ago.2014, em Santos/SP), e uma organização criminosa - que possui ligação com o esquema da Lava Jato - acusada de realizar lavagem de dinheiro (e movimentar mais de R$ 600 milhões). Até o início da manhã: cumpridos 4 dos 5 mandados de prisão.

21.06.2016, A PF deflagrou, em PE e em GO, a Operação Turbulência: que investiga a ligação entre o avião que caiu com o ex-governador de PE e então candidato à presidência Eduardo Campos (ago.2014, em Santos/SP), e uma organização criminosa - que possui ligação com o esquema da Lava Jato - acusada de realizar lavagem de dinheiro (e movimentar mais de R$ 600 milhões). Até o início da manhã: cumpridos 4 dos 5 mandados de prisão.

Lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro, Brasil.

Este post é só porque, Rio eu gosto de você

Lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro, Brasil.

A investigação começou a partir da análise de movimentações financeiras suspeitas detectadas nas contas de algumas empresas envolvidas na aquisição da aeronave Cessna Citattion prefixo PR-AFA. A PF constatou que essas empresas eram de fachada, constituídas em nome de laranjas. Os sócios investigados são apontados como responsáveis por diversas transações entre si e com outras empresas fantasmas. O esquema criminoso encontrava-se ativo, no mínimo, desde o ano de 2010.

A investigação começou a partir da análise de movimentações financeiras suspeitas detectadas nas contas de algumas empresas envolvidas na aquisição da aeronave Cessna Citattion prefixo PR-AFA. A PF constatou que essas empresas eram de fachada, constituídas em nome de laranjas. Os sócios investigados são apontados como responsáveis por diversas transações entre si e com outras empresas fantasmas. O esquema criminoso encontrava-se ativo, no mínimo, desde o ano de 2010.

São Francisco, na Califórnia | abr/2016 | Após cobranças e protestos realizados por ativistas, as autoridades locais entraram em um consenso e determinaram que só poderá ser comercializada água em garrafas plásticas que comportem mais de 600 ml. A partir de outubro deste ano, estarão banidas as vendas de água em garrafas plásticas para uso individual.

São Francisco, na Califórnia | abr/2016 | Após cobranças e protestos realizados por ativistas, as autoridades locais entraram em um consenso e determinaram que só poderá ser comercializada água em garrafas plásticas que comportem mais de 600 ml. A partir de outubro deste ano, estarão banidas as vendas de água em garrafas plásticas para uso individual.

200 policiais federais estão cumprindo 60 mandados judiciais, sendo 33 de busca e apreensão, 22 de condução coercitiva e cinco de prisão preventiva. Também estão sendo cumpridos mandados de indisponibilidade de contas e sequestro de embarcações, aeronaves e helicópteros dos principais membros da organização criminosa. Os envolvidos responderão pelos crimes  de organização criminosa, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

200 policiais federais estão cumprindo 60 mandados judiciais, sendo 33 de busca e apreensão, 22 de condução coercitiva e cinco de prisão preventiva. Também estão sendo cumpridos mandados de indisponibilidade de contas e sequestro de embarcações, aeronaves e helicópteros dos principais membros da organização criminosa. Os envolvidos responderão pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

Champs de Mars

Champs de Mars

Eduardo Campos sai do jato modelo Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, usado nas viagens para compromissos de campanha do candidato à Presidência. A foto é de 29 de maio de 2014 (Foto: Edson Silva /Folhapress/Arquivo)

Advogado de pilotos de Campos envia notificação a fabricante de avião

Eduardo Campos sai do jato modelo Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, usado nas viagens para compromissos de campanha do candidato à Presidência. A foto é de 29 de maio de 2014 (Foto: Edson Silva /Folhapress/Arquivo)

A queda da aeronave ocorreu por volta das 10h do dia 13 de agosto de 2014, em um bairro residencial de Santos. O então candidato tinha uma agenda de campanha na cidade. Além de Campos, outras seis pessoas estavam na aeronave: Alexandre Severo Silva, fotógrafo; Carlos Augusto Leal Filho (Percol), assessor; Geraldo Magela Barbosa da Cunha, piloto; Marcos Martins, piloto; Pedro Valadares Neto e Marcelo de Oliveira Lyra.

A queda da aeronave ocorreu por volta das 10h do dia 13 de agosto de 2014, em um bairro residencial de Santos. O então candidato tinha uma agenda de campanha na cidade. Além de Campos, outras seis pessoas estavam na aeronave: Alexandre Severo Silva, fotógrafo; Carlos Augusto Leal Filho (Percol), assessor; Geraldo Magela Barbosa da Cunha, piloto; Marcos Martins, piloto; Pedro Valadares Neto e Marcelo de Oliveira Lyra.

Pinterest
Pesquisar