Explore Facebook, Small Bench, and more!

Explore related topics

Há algo de imutável na tua expressão que me assusta e faz acreditar que hei-de estar dentro do banco quando o assaltares.

Há algo de imutável na tua expressão que me assusta e faz acreditar que hei-de estar dentro do banco quando o assaltares.

https://www.facebook.com/silabasubita

https://www.facebook.com/silabasubita

Primeiro, um pé. Depois, o outro. Isso mesmo… Não tenhas medo dos muros que mais não são do que linhas no chão. Amanhã ou depois, falaremos dos outros.

Primeiro, um pé. Depois, o outro. Isso mesmo… Não tenhas medo dos muros que mais não são do que linhas no chão. Amanhã ou depois, falaremos dos outros.

Não queiras apenas olhar em frente. Vais perder o céu deitado no chão e as árvores debaixo dos teus pés.

Não queiras apenas olhar em frente. Vais perder o céu deitado no chão e as árvores debaixo dos teus pés.

No relógio das horas paradas de Mariana há tardes de domingo sentada no silêncio do pai e no colo da mãe, céu que voa por cima das nuvens e um avião que se perde lentamente do olhar.

No relógio das horas paradas de Mariana há tardes de domingo sentada no silêncio do pai e no colo da mãe, céu que voa por cima das nuvens e um avião que se perde lentamente do olhar.

https://www.facebook.com/silabasubita

https://www.facebook.com/silabasubita

Um dia saberei como te dizer que todos os dias te espero aqui, só para te ver. Um dia.  Talvez amanhã. Talvez depois.

Um dia saberei como te dizer que todos os dias te espero aqui, só para te ver. Um dia. Talvez amanhã. Talvez depois.

https://www.facebook.com/silabasubita

https://www.facebook.com/silabasubita

Em terra fica o que vês partir de mim enquanto levantas voo.

Em terra fica o que vês partir de mim enquanto levantas voo.

O fogo que escapou das cinzas do que te ardeu, propagou-se pelas ruas e hoje há no teu nome mais chama do que nunca.

O fogo que escapou das cinzas do que te ardeu, propagou-se pelas ruas e hoje há no teu nome mais chama do que nunca.

Farei tudo o que puder para que ao saíres não me vejas à tua porta e quando entrares penses que acabei de chegar.

Farei tudo o que puder para que ao saíres não me vejas à tua porta e quando entrares penses que acabei de chegar.

Havemos de avistar o mar, lá longe depois desta terra toda. Depois havemos de ser tudo outra vez. Depois.

Havemos de avistar o mar, lá longe depois desta terra toda. Depois havemos de ser tudo outra vez. Depois.

Sonhei a areia molhada, os pés pousados na maré baixa, o sol a cortar a neblina, os olhos da minha mãe e as saudades dela.

Sonhei a areia molhada, os pés pousados na maré baixa, o sol a cortar a neblina, os olhos da minha mãe e as saudades dela.

Sonho aguarda mudança de turno, de fecho apertado até ao nó da garganta. Faz sempre frio para lá do portão que se abre, todos os dias, para o vazio.

Sonho aguarda mudança de turno, de fecho apertado até ao nó da garganta. Faz sempre frio para lá do portão que se abre, todos os dias, para o vazio.

Sabes, no silêncio de um preto e branco tudo se torna mais nítido. Mesmo de olhos fechados.

Sabes, no silêncio de um preto e branco tudo se torna mais nítido. Mesmo de olhos fechados.

Castelo desanimado com gente andante dentro. Era uma vez.

Castelo desanimado com gente andante dentro. Era uma vez.

Pinterest
Search