Explora Beira Mar, Anjos e outros!

Explorar tópicos relacionados

Poesia - Sanderlei Silveira: Augusto dos Anjos - 100 - A obsessão do sangue

Um medo de morrer meus pés esfriava. Noite alta. Ante o telúrico recorte, Na diuturna discórdia, a equórea coorte Atordoadoram...

Poesia - Sanderlei Silveira: Augusto dos Anjos - 044 - Alucinação à beira-mar

Um medo de morrer meus pés esfriava. Noite alta. Ante o telúrico recorte, Na diuturna discórdia, a equórea coorte Atordoadoram...

Augusto dos Anjos - 044 - Alucinação à beira-mar

Augusto dos Anjos - 044 - Alucinação à beira-mar

Augusto dos Anjos - Eu e Outras Poesias: Vítima do dualismo

Augusto dos Anjos - 076 - Homo infimus Homem, carne sem luz, criatura cega, Realidade geográfica infeliz, O Universo c...

Poesia - Sanderlei Silveira: In Tempore Senectutis - Ezra Pound

Poesia - Sanderlei Silveira: In Tempore Senectutis - Ezra Pound

Áudio Livro - Sanderlei: Machado de Assis - Casa Velha - Capítulo 04

Amor non inprobatur, escreveu o meu grande Santo Agostinho. A questão para ele, como para mim, é que as criaturas sejam amadas e amem em De...

Fábulas de Esopo - 07 - O Ladrão e o Cão de Casa

Fábulas de Esopo - 07 - O Ladrão e o Cão de Casa

Poesia - Sanderlei Silveira: Luís Vaz de Camões - Soneto 83 - Amor, co a Espera...

Luís Vaz de Camões - Soneto 83 - Amor, co a Esperanca ja Perdida Luís Vaz de Camões - Soneto 83 - Amor, co a Esperanca ja Perdida...

Poesia - Sanderlei Silveira: Augusto dos Anjos - 022 - A um carneiro morto

Poesia - Sanderlei Silveira: Augusto dos Anjos - 022 - A um carneiro morto

Pinterest
Pesquisar