Explora Isso Não, Animais e outros!

Explorar tópicos relacionados

Há algumas décadas uma espécie de cobra foi introduzida em Guam. Ela se multiplicou e começou a se alimentar de ovos de aves que faziam seus ninhos no chão. Hoje não há mais aves terrestres na ilha localizada no sul do Oceano Pacífico. Felizmente, isso não ocorreu em Galápagos. Existem quatro espécies de cobras no arquipélago. Elas são pequenas e difíceis de serem avistadas devido ao seu pequeno tamanho: http://abr.io/4g3r

Há algumas décadas uma espécie de cobra foi introduzida em Guam. Ela se multiplicou e começou a se alimentar de ovos de aves que faziam seus ninhos no chão. Hoje não há mais aves terrestres na ilha localizada no sul do Oceano Pacífico. Felizmente, isso não ocorreu em Galápagos. Existem quatro espécies de cobras no arquipélago. Elas são pequenas e difíceis de serem avistadas devido ao seu pequeno tamanho: http://abr.io/4g3r

Em Galápagos, os animais se comportam de forma diferente. É possível chegar a centímetros de qualquer bicho sem que ele se sinta ameaçado. Isso acontece porque nenhum grande predador terrestre conseguiu chegar e se estabelecer nas ilhas. Assim, nada que ande representa perigo para a fauna daqui. A ameaça vem do céu! O gavião-de-Galápagos é o único grande predador capaz de controlar a população de animais terrestres: http://abr.io/4g3r

Em Galápagos, os animais se comportam de forma diferente. É possível chegar a centímetros de qualquer bicho sem que ele se sinta ameaçado. Isso acontece porque nenhum grande predador terrestre conseguiu chegar e se estabelecer nas ilhas. Assim, nada que ande representa perigo para a fauna daqui. A ameaça vem do céu! O gavião-de-Galápagos é o único grande predador capaz de controlar a população de animais terrestres: http://abr.io/4g3r

Um vislumbre da evolução. Foi o que Charles Darwin sentiu ao analisar os sabiás de Galápagos. Existem quatro espécies no arquipélago, todas muita parecidas, mas cada uma com um bico ligeiramente diferente e proveniente de uma ilha distinta: http://abr.io/4g3r

Um vislumbre da evolução. Foi o que Charles Darwin sentiu ao analisar os sabiás de Galápagos. Existem quatro espécies no arquipélago, todas muita parecidas, mas cada uma com um bico ligeiramente diferente e proveniente de uma ilha distinta: http://abr.io/4g3r

Em Galápagos está o único pinguim encontrado no Hemisfério Norte, o pinguim-de-galápagos (Spheniscus mendiculus). Apesar de serem extremamente desajeitados em terra, parecem estar voando como foguetes enquanto perseguem cardumes de peixes. A pesca predatória, a introdução de animais domésticos, que podem caçar as aves ou transmitir doenças, e eventos relacionados ao El Niño, que aumenta a temperatura dos oceanos e diminui a quantidade de alimento disponível, são as grandes ameaças.

Em Galápagos está o único pinguim encontrado no Hemisfério Norte, o pinguim-de-galápagos (Spheniscus mendiculus). Apesar de serem extremamente desajeitados em terra, parecem estar voando como foguetes enquanto perseguem cardumes de peixes. A pesca predatória, a introdução de animais domésticos, que podem caçar as aves ou transmitir doenças, e eventos relacionados ao El Niño, que aumenta a temperatura dos oceanos e diminui a quantidade de alimento disponível, são as grandes ameaças.

Embora Charles Darwin possuísse a maior coleção de tentilhões de Galápagos, que posteriormente foram chamados de tentilhões-de-Darwin, ele não havia anotado em qual ilha havia coletado cada espécie. Embora soubesse da importância dos animais, Darwin não tinha informações suficientes para utilizá-los em sua pesquisa. Em seu livro A Origem das Espécies, em que apresentou a Teoria da Evolução para o mundo, não há nenhuma menção a essas aves: http://abr.io/4g3r

Embora Charles Darwin possuísse a maior coleção de tentilhões de Galápagos, que posteriormente foram chamados de tentilhões-de-Darwin, ele não havia anotado em qual ilha havia coletado cada espécie. Embora soubesse da importância dos animais, Darwin não tinha informações suficientes para utilizá-los em sua pesquisa. Em seu livro A Origem das Espécies, em que apresentou a Teoria da Evolução para o mundo, não há nenhuma menção a essas aves: http://abr.io/4g3r

O tesourão é a maior das duas espécies de fragatas encontradas em Galápagos. Os machos montam seus ninhos e inflam seus papos vermelhos na tentativa de conquistar uma parceira. Após o acasalamento, a fêmea ganha um travesseiro para descansar: http://abr.io/4g3r

O tesourão é a maior das duas espécies de fragatas encontradas em Galápagos. Os machos montam seus ninhos e inflam seus papos vermelhos na tentativa de conquistar uma parceira. Após o acasalamento, a fêmea ganha um travesseiro para descansar: http://abr.io/4g3r

Aratu-vermelho (Grapsus grapsus)

Aratu-vermelho (Grapsus grapsus)

Ateu Racional e Livre Pensar: Panspermia Eram as bactérias astronautas, e os…

Ateu Racional e Livre Pensar: Panspermia Eram as bactérias astronautas, e os…

Atobá-de-pé-azul (Sula nebouxii)

Atobá-de-pé-azul (Sula nebouxii)

Com 2,35 metros de envergadura, o albatroz-de-Galápagos é a maior ave encontrada no arquipélago. Na Ilha de Española, entre o final de março e o começo de dezembro, os casais se reúnem para terem seus filhotes. Pescam em alto-mar e podem cair no espinhel (longa linha contendo vários anzóis) de pescadores, o que faz com que a população da espécie venha diminuindo: http://abr.io/4g3r

Com 2,35 metros de envergadura, o albatroz-de-Galápagos é a maior ave encontrada no arquipélago. Na Ilha de Española, entre o final de março e o começo de dezembro, os casais se reúnem para terem seus filhotes. Pescam em alto-mar e podem cair no espinhel (longa linha contendo vários anzóis) de pescadores, o que faz com que a população da espécie venha diminuindo: http://abr.io/4g3r

Pinterest
Pesquisar