Explora Tarsila Amaral, Artes Visuais e outros!

O Mamoeiro - Tarsila do Amaral ( 1925) - Museu de Artes Visuais do Instituto de Estudos Brasileiros - USP

O Mamoeiro - Tarsila do Amaral ( 1925) - Museu de Artes Visuais do Instituto de Estudos Brasileiros - USP

adoro FARM - galeria – tarsila do amaral

adoro FARM - galeria – tarsila do amaral

Tarsila do Amaral | MORRO DA FAVELA, 1924, óleo sobre tela, 64,5x76 cm. -  Tarsila escreveu depois da viagem a Minas Gerais em 1924: ¨Encontrei em Minas as cores que adorava em criança. Ensinaram-me depois que eram feias e caipiras... Vinguei-me da opressão, passando-as para as minhas telas: azul puríssimo, rosa violáceo, amarelo vivo, verde cantante... Pintura limpa, sobretudo sem medo dos cânones convencionais. Liberdade e sinceridade, uma certa estilização que a adaptava à época moderna".

Tarsila do Amaral | MORRO DA FAVELA, 1924, óleo sobre tela, 64,5x76 cm. - Tarsila escreveu depois da viagem a Minas Gerais em 1924: ¨Encontrei em Minas as cores que adorava em criança. Ensinaram-me depois que eram feias e caipiras... Vinguei-me da opressão, passando-as para as minhas telas: azul puríssimo, rosa violáceo, amarelo vivo, verde cantante... Pintura limpa, sobretudo sem medo dos cânones convencionais. Liberdade e sinceridade, uma certa estilização que a adaptava à época moderna".

Tarsila do Amaral | Pau Brasil 1924 - 1928 - A CUCA, 1924, óleo sobre tela, 73x100 cm (P067), Musée de Grenoble, Grenoble, França

Tarsila do Amaral | Pau Brasil 1924 - 1928 - A CUCA, 1924, óleo sobre tela, 73x100 cm (P067), Musée de Grenoble, Grenoble, França

O Mamoeiro, de Tarsila do Amaral (1925)

O Mamoeiro, de Tarsila do Amaral (1925)

SÃO PAULO

SÃO PAULO

A GARE (1925), Tarsila do Amaral

A GARE (1925), Tarsila do Amaral

Tarsila do Amaral | Neo pau Brasil 1950

Tarsila do Amaral | Neo pau Brasil 1950

VENDEDOR DE FRUTAS ( 1925), Tarsila do Amaral |

VENDEDOR DE FRUTAS ( 1925), Tarsila do Amaral |

CITYSCAPE -Paisagem urbana ou PALMEIRAS (1925), Tarsila do Amaral

CITYSCAPE -Paisagem urbana ou PALMEIRAS (1925), Tarsila do Amaral

Pinterest
Pesquisar