Explora De Deus, Apocalipse e outros!

Apocalipse X Até o capítulo 20, João tratou de questões relacionadas com uma situação muito específica de um breve tempo, mas crucial, vivido pela igreja em sua longa história. O poderoso império se sentia ameaçado e investia ferozmente contra os cristãos. O embate se dava no sensível domínio da adoração. Enquanto os cultos não oficiais eram simplesmente proscritos, ainda se podia praticá-lo nas catacumbas.

Apocalipse X Até o capítulo 20, João tratou de questões relacionadas com uma situação muito específica de um breve tempo, mas crucial, vivido pela igreja em sua longa história. O poderoso império se sentia ameaçado e investia ferozmente contra os cristãos. O embate se dava no sensível domínio da adoração. Enquanto os cultos não oficiais eram simplesmente proscritos, ainda se podia praticá-lo nas catacumbas.

Um novo Porto, um novo cais Não faz muito tempo que o rev. Jonas Rezende postou uma mensagem baseada no Salmo 8, que sob o título de O medo de Reb Suzia, tratava da identidade da pessoa no seu relacionamento com Deus. Em uma surpreendente declaração o rabino Reb Suzia fala da sua: Temo a morte, mas somente pelo confronto que terei com o supremo Juiz. E não me importo de que ele me indague por que não fui como Abraão. Ou Moisés.

Um novo Porto, um novo cais Não faz muito tempo que o rev. Jonas Rezende postou uma mensagem baseada no Salmo 8, que sob o título de O medo de Reb Suzia, tratava da identidade da pessoa no seu relacionamento com Deus. Em uma surpreendente declaração o rabino Reb Suzia fala da sua: Temo a morte, mas somente pelo confronto que terei com o supremo Juiz. E não me importo de que ele me indague por que não fui como Abraão. Ou Moisés.

A busca primordial No chamado Sermão da Montanha, quando Jesus apresenta o seu conhecido projeto — o projeto de Deus — para um mundo melhor, entre tantos caminhos apontados, há esta exigência ética que compele o homem a firmar um compromisso com a justiça. Não se trata, certamente, do legalismo dos fariseus de todos os tempos nem mesmo da justiça vendada do nosso Direito.

A busca primordial No chamado Sermão da Montanha, quando Jesus apresenta o seu conhecido projeto — o projeto de Deus — para um mundo melhor, entre tantos caminhos apontados, há esta exigência ética que compele o homem a firmar um compromisso com a justiça. Não se trata, certamente, do legalismo dos fariseus de todos os tempos nem mesmo da justiça vendada do nosso Direito.

O quadro de Jesus IComo vamos pintar o quadro de Jesus, o Cristo? Se eu tentasse o faria colorido. Mas não importa de que maneira pintamos o quadro dele, não importa se usamos lápis cera, tinta óleo ou grafite, como os grandes artistas de todos os séculos. Não importa se tentamos pintá-lo em sermões como os pastores têm feito domingo após domingo. Não importa se tentamos pintá-lo nas lições da Escola Dominical. Não importa se tentamos pintá-lo nas nossas orações,

O quadro de Jesus IComo vamos pintar o quadro de Jesus, o Cristo? Se eu tentasse o faria colorido. Mas não importa de que maneira pintamos o quadro dele, não importa se usamos lápis cera, tinta óleo ou grafite, como os grandes artistas de todos os séculos. Não importa se tentamos pintá-lo em sermões como os pastores têm feito domingo após domingo. Não importa se tentamos pintá-lo nas lições da Escola Dominical. Não importa se tentamos pintá-lo nas nossas orações,

Tiago X  Está alguém sofrendo? - pergunta, e aconselha: Faça oração. O sofrimento faz parte da vida do crente que resiste aos encantos do mundo. Jesus já havia prevenido: não sois do mundo, pelo contrário, dele vos escolhi, por isso, o mundo vos odeia.  Consequentemente: No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.

Tiago X Está alguém sofrendo? - pergunta, e aconselha: Faça oração. O sofrimento faz parte da vida do crente que resiste aos encantos do mundo. Jesus já havia prevenido: não sois do mundo, pelo contrário, dele vos escolhi, por isso, o mundo vos odeia. Consequentemente: No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.

Mas que dificuldade de dizer sim!  Quando visitei a cidade de Assis, na Itália, e as relíquias de São Francisco, um fato me marcou de modo negativo: o santo, que me parece mais próximo do amor de Jesus e da comunhão com a Natureza, usava instrumentos para se torturar, para fazer penitência.

Mas que dificuldade de dizer sim! Quando visitei a cidade de Assis, na Itália, e as relíquias de São Francisco, um fato me marcou de modo negativo: o santo, que me parece mais próximo do amor de Jesus e da comunhão com a Natureza, usava instrumentos para se torturar, para fazer penitência.

Amós Boiadeiro Todo mundo tem um objetivo a ser alcançado na vida, o objetivo do apóstolo Paulo era a cidade de Damasco, onde ele iria prender e torturar os seguidores de uma nova e subversiva seita. Com base na lei vigente não havia nada de errado nisso. Seu erro foi querer confrontar com a subversão errada, com aquela cujo conflito se dava na mente, e contra a qual o rigor da lei era impotente. Foi lá que ele caiu do cavalo e se converteu. Costumamos chamar de conversão a regeneração de um…

Amós Boiadeiro Todo mundo tem um objetivo a ser alcançado na vida, o objetivo do apóstolo Paulo era a cidade de Damasco, onde ele iria prender e torturar os seguidores de uma nova e subversiva seita. Com base na lei vigente não havia nada de errado nisso. Seu erro foi querer confrontar com a subversão errada, com aquela cujo conflito se dava na mente, e contra a qual o rigor da lei era impotente. Foi lá que ele caiu do cavalo e se converteu. Costumamos chamar de conversão a regeneração de um…

Cobiça, dignidade e insignificância  Trecho extraído do livrete Estudos em Tiago do rev. Paulo Schütz. De condição humilde é o irmão pobre que se encontra na situação do filho pródigo quando volta para casa, sem nada para oferecer, nem recursos materiais, nem boas obras. Mas, assim mesmo, é recebido com festa, porque ele tem uma dignidade que não foi conquistada por ele, mas é concedida gratuitamente pelo próprio pai, na qual deve se gloriar (Lc 15.16-24).

Cobiça, dignidade e insignificância Trecho extraído do livrete Estudos em Tiago do rev. Paulo Schütz. De condição humilde é o irmão pobre que se encontra na situação do filho pródigo quando volta para casa, sem nada para oferecer, nem recursos materiais, nem boas obras. Mas, assim mesmo, é recebido com festa, porque ele tem uma dignidade que não foi conquistada por ele, mas é concedida gratuitamente pelo próprio pai, na qual deve se gloriar (Lc 15.16-24).

Alguém tenta fechar a porta, mas ninguém seria capaz de conter a sua impetuosidade do vento. A investida empreendida pelo vento de Deus é um desafio aos poderes políticos, ali representado pelos romanos, e religiosos, por parte dos líderes judaicos, que estavam firmemente fincados, e a tudo que viesse perturbar aquela ordem seria de imediato aniquilado. O vento veio para derrubar essa relação e nivelar a todos debaixo de um poder que pretende estabelecer-se pela solidariedade, pela justiça e…

Alguém tenta fechar a porta, mas ninguém seria capaz de conter a sua impetuosidade do vento. A investida empreendida pelo vento de Deus é um desafio aos poderes políticos, ali representado pelos romanos, e religiosos, por parte dos líderes judaicos, que estavam firmemente fincados, e a tudo que viesse perturbar aquela ordem seria de imediato aniquilado. O vento veio para derrubar essa relação e nivelar a todos debaixo de um poder que pretende estabelecer-se pela solidariedade, pela justiça e…

Apenas ser jovem não resolve  Texto do rev. Jonas Rezende. Noite escura. Mais uma das muitas noites escuras na vida de Fausto. O velho caminha em silêncio. Sem destino. Sem vida. Como se as pernas teimassem em andar, andar. Era noite também em sua alma. O casal sorridente de namorados. Os bares ruidosos. A alegria um tanto contaminada dos boêmios. A explosão de vida na alma dos jovens.

Apenas ser jovem não resolve Texto do rev. Jonas Rezende. Noite escura. Mais uma das muitas noites escuras na vida de Fausto. O velho caminha em silêncio. Sem destino. Sem vida. Como se as pernas teimassem em andar, andar. Era noite também em sua alma. O casal sorridente de namorados. Os bares ruidosos. A alegria um tanto contaminada dos boêmios. A explosão de vida na alma dos jovens.

Pinterest
Pesquisar