Nunca subestime uma mulher.    Ela pode parecer frágil, maleável, mas não se engane. Como todas as rosas, temos espinhos. Do mesmo jeito que te posso levar ao céu, posso muito bem te jogar diretamente no inferno. Nunca me subestime, meu bem, .

Nunca subestime uma mulher. Ela pode parecer frágil, maleável, mas não se engane. Como todas as rosas, temos espinhos. Do mesmo jeito que te posso levar ao céu, posso muito bem te jogar diretamente no inferno. Nunca me subestime, meu bem, .

A deformidade do corpo não afeia uma bela alma, mas a formosura da alma reflete-se no corpo.

Carl Warner é um fotógrafo britânico que tira fotografias de corpos humanos transformando-os em paisagens desérticas e montanhas.

Adoramos a perfeição, porque não a podemos ter; repugna-la-íamos se a tivéssemos. O perfeito é o desumano porque o humano é imperfeito.

Pelas lentes de Carl Warner, os corpos humanos deixam seus limites e fundem-se para formar algo maior. Nas fotografias, não é possível saber onde termina um e começa o outro.

Ninguém é igual a ninguém. Todo o ser humano é um estranho ímpar.

O artista e fotógrafo Carl Warner resolveu ousar para desenvolver o que viria a ser o seu mais bem-sucedido projeto. Com a utilização de corpos n...

Adoramos a perfeição, porque não a podemos ter; repugna-la-íamos se a tivéssemos. O perfeito é o desumano porque o humano é imperfeito.

.. brincar com os nossos olhos de maneira simples e perspicaz: inteligentemente unindo os conceitos de fotografia de paisagem e retrato em uma só imagem.


Mais ideias
Pinterest
Pesquisar