Baudelaire

'O bom senso nos diz que as coisas da terra não existem inteiramente e que a verdadeira realidade só é encontrada nos sonhos' // Paraísos artificiais Charles Baudelaire

Charles Baudelaire (1821-1867). French Poet who wrote Les Fleurs Du Mal (Flowers of Evil).

Charles Baudelaire (1821-1867). French Poet who wrote Les Fleurs Du Mal (Flowers of Evil).

Charles Pierre Baudelaire (1821-1867), French poet and pioneering translator of Edgar Allan Poe. "My soul floats on...perfume as the souls of other men...float on music." Baudelaire

É preciso estar sempre embriagado. Aí está: eis a única questão. Para não sentirem o fardo horrível do Tempo que verga e inclina para a...

Fernando Pessoa - Portugal

” Adoramos a perfeição, porque não a podemos ter; repugna-la-íamos, se a tivéssemos. O perfeito é desumano, porque o humano é imperfeito. “ Fernando Pessoa Curta a imperfeição e a possibilidade de aprimorar a si mesma.

Fernando Pessoa, Antonio Botto, Raul Leal, Augusto Ferreira Gomes.   Café Martinho da Arcada, Terreiro do Paço, 1928.

Fernando Pessoa no Martinho d'Arcada, acompanhado dos escritores Raul Leal, António Botto e Augusto Ferreira Gomes

Fernando Pessoa

” Adoramos a perfeição, porque não a podemos ter; repugna-la-íamos, se a tivéssemos. O perfeito é desumano, porque o humano é imperfeito. “ Fernando Pessoa Curta a imperfeição e a possibilidade de aprimorar a si mesma.

tu estás aqui, RUY BELO (1933-1978). He treats impermanence, childhood, ocean, woman and death, all inextricably tied: ocean and woman embodying the infinite embrace sought by the poet who mourns the lost omnipotence of his infant imagination and the lostness of his rapidly passing life, ultimately embraced by death. Awareness of death, not merely as an end but as a gradual existential expropriation, runs through his poems, which attempt to confer transcendence on some of that life draining…

Ruy Belo, (Rio Maior, 27 de Fevereiro de 1933 Queluz, 8 de Agosto de foi um poeta e ensaísta português.

Pinterest
Pesquisar