Travestis

Diane Arbus  I find myself just stumped where to categorize Diane Arbus

A fotografia transgressora de Diane Arbus

I really believe there are things nobody would see if I didn’t photograph them. Diane Arbus foi uma fotografa e escritora norte-americana. A artista que se suicidou aos 48 anos, em 26 de julho de revolucionou a arte… Continue Reading →

PASION.COM - Travesti mayte caÑera 24horas

PASION.COM - Travesti mayte caÑera 24horas

Prostituta e travesti afirma que é discriminada na Unicamp

Prostituta e travesti afirma que é discriminada na Unicamp

Uerj, Catraca, Portal

How to Tuck and Tape: 7 Steps (with Pictures) - wikiHow

How to Tuck and Tape: 7 Steps (with Pictures) - wikiHow

L'homme est une femme comme les autres

L'homme est une femme comme les autres

Uma Mulher, O Homem, De Outros, A Woman, Man, Other

Travestis Madrid, Travesti Madrid, Trans Escort Madrid #Trans_Escort_Madrid #Travestis_Madrid #Travesti_Madrid

Travestis Madrid, Travesti Madrid, Trans Escort Madrid #Trans_Escort_Madrid #Travestis_Madrid #Travesti_Madrid

Le dindon travesti, un blog (presque) sarcastique consacré au monde déliquescent des conservateurs de bibliothèque

Sur

Le dindon travesti, un blog (presque) sarcastique consacré au monde déliquescent des conservateurs de bibliothèque

Com um nome mega sugestivo, a Batekoo saiu lá de Salvador para dar uma agitada em São Paulo. Tida como a primeira festa para gays, lésbicas, travestis e transexuais negros, a noite baiana independente nunca mais foi a mesma depois dela. Focada em ritmos black como hip-hop, funk rap, R&B e kuduro, convida todo mundo pra dançar em baladas itinerantes. Porque ficar parado é inconveniente. Enquanto os norte-americanos pensam que são os verdadeiros donos do "twerk", aquela rebolada de respeito…

Com um nome mega sugestivo, a Batekoo saiu lá de Salvador para dar uma agitada em São Paulo. Tida como a primeira festa para gays, lésbicas, travestis e transexuais negros, a noite baiana independente nunca mais foi a mesma depois dela. Focada em ritmos black como hip-hop, funk rap, R&B e kuduro, convida todo mundo pra dançar em baladas itinerantes. Porque ficar parado é inconveniente. Enquanto os norte-americanos pensam que são os verdadeiros donos do "twerk", aquela rebolada de respeito…

A fronteira entre a repulsa e a atração muitas vezes é tênue e difícil de demarcar. No caso do trabalho da fotógrafa Diane Arbus, essa fronteira simplesmente não existe. Nos anos 1960 e 1970, Diane se especializou em virar sua câmera justamente na direção dos personagens dos quais todos desviavam o olhar - os "anormais", os marginalizados, aqueles que a sociedade rejeitava. Travestis, artistas de circo, anões, gigantes, nudistas, pessoas cobertas de tatuagens, deformidades físicas, marginais…

Nos anos 1960 e 1970, ela fotografou tudo aquilo que a sociedade considerava desagradável e anormal

A fronteira entre a repulsa e a atração muitas vezes é tênue e difícil de demarcar. No caso do trabalho da fotógrafa Diane Arbus, essa fronteira simplesmente não existe. Nos anos 1960 e 1970, Diane se especializou em virar sua câmera justamente na direção dos personagens dos quais todos desviavam o olhar - os "anormais", os marginalizados, aqueles que a sociedade rejeitava. Travestis, artistas de circo, anões, gigantes, nudistas, pessoas cobertas de tatuagens, deformidades físicas, marginais…

Uff Nagisa, ¿quieres jugar con Karma? 7u7   Shiota Nagisa al ser un hijo indeseado por su madre le toco la mala v...

Solo tu

Uff Nagisa, ¿quieres jugar con Karma? 7u7 Shiota Nagisa al ser un hijo indeseado por su madre le toco la mala v...

Silvero Pereira reestreia o monólogo 'BR-Trans', criado a partir de conversas com travestis, transformistas e transexuais de Porto Alegre (Foto: Divulgação)

Sucesso em A força do querer, Silvero Pereira vive transexual no teatro

Silvero Pereira reestreia o monólogo 'BR-Trans', criado a partir de conversas com travestis, transformistas e transexuais de Porto Alegre (Foto: Divulgação)

Criado em março de 2013, o Fórum de Empresas e Direitos LGBT é uma organização informal que reúne grandes empresas em torno do compromisso com o respeito e a promoção dos direitos humanos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais e tem como objetivo influenciar o meio empresarial e a sociedade sobre a temática.

Criado em março de 2013, o Fórum de Empresas e Direitos LGBT é uma organização informal que reúne grandes empresas em torno do compromisso com o respeito e a promoção dos direitos humanos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais e tem como objetivo influenciar o meio empresarial e a sociedade sobre a temática.

Ankara travesti

Ankara travesti

Pinterest
Pesquisar