Pinterest
Midès é um oásis de montanha, parte do “circuito” que se faz a partir de Tozeur. A rocha exibe cores diferentes fazendo de Midès um cenário digno de filme.

Midès é um oásis de montanha, parte do “circuito” que se faz a partir de Tozeur. A rocha exibe cores diferentes fazendo de Midès um cenário digno de filme.

Vai preparar uma viagem à Tunísia? Quer saber quais os melhores lugares para visitar na Tunísia e incluir no seu roteiro? Este artigo é para si.

Lugares a visitar na Tunísia (e que devem fazer parte de qualquer roteiro) (Viajar entre Viagens)

A menos de 20 km de Tataouine encontra-se uma pequena aldeia pendurada nas vertentes de um colina rochosa no planalto de Dahar.

A menos de 20 km de Tataouine encontra-se uma pequena aldeia pendurada nas vertentes de um colina rochosa no planalto de Dahar.

Onde dormir na Tunísia? É isso que lhe vamos mostrar. Em algumas cidades recomendamos-lhe os alojamentos que usamos, noutras mostramos-lhe outras opções.

Onde dormir na Tunísia? É isso que lhe vamos mostrar. Em algumas cidades recomendamos-lhe os alojamentos que usamos, noutras mostramos-lhe outras opções.

Douz, a porta de entrada no deserto do Sahara, na Tunísia, foi em tempos uma autoestrada de caravanas de camelos que atravessavam o Sahara a caminho do oriente. Aqui afluíam caravanas de camelos provenientes de todo o Magrebe e dos países a sul, que comercializavam os produtos que embarcariam na mítica Rota da Seda. Viajantes, …

Douz, a porta de entrada no deserto do Sahara, na Tunísia, foi em tempos uma autoestrada de caravanas de camelos que atravessavam o Sahara a caminho do oriente. Aqui afluíam caravanas de camelos provenientes de todo o Magrebe e dos países a sul, que comercializavam os produtos que embarcariam na mítica Rota da Seda. Viajantes, …

Douz, a porta de entrada no deserto do Sahara, na Tunísia, foi em tempos uma autoestrada de caravanas de camelos que atravessavam o Sahara a caminho do oriente. Aqui afluíam caravanas de camelos provenientes de todo o Magrebe e dos países a sul, que comercializavam os produtos que embarcariam na mítica Rota da Seda. Viajantes, …

Douz, a porta de entrada no deserto do Sahara, na Tunísia, foi em tempos uma autoestrada de caravanas de camelos que atravessavam o Sahara a caminho do oriente. Aqui afluíam caravanas de camelos provenientes de todo o Magrebe e dos países a sul, que comercializavam os produtos que embarcariam na mítica Rota da Seda. Viajantes, …

Douz, a porta de entrada no deserto do Sahara, na Tunísia, foi em tempos uma autoestrada de caravanas de camelos que atravessavam o Sahara a caminho do oriente. Aqui afluíam caravanas de camelos provenientes de todo o Magrebe e dos países a sul, que comercializavam os produtos que embarcariam na mítica Rota da Seda. Viajantes, …

Douz, a porta de entrada no deserto do Sahara, na Tunísia, foi em tempos uma autoestrada de caravanas de camelos que atravessavam o Sahara a caminho do oriente. Aqui afluíam caravanas de camelos provenientes de todo o Magrebe e dos países a sul, que comercializavam os produtos que embarcariam na mítica Rota da Seda. Viajantes, …

Sousse é a capital da região do Sahel, o litoral ocidental da Tunísia. Sahel, significa litoral em árabe, e é uma das regiões mais importantes na Tunísia.

Sousse, uma cidade virada para a Mediterrâneo

El Jem tem duas grandes atracções de nível mundial: o anfiteatro romano e o Museu Arqueológico. Esta é uma cidade obrigatória a visitar na Tunísia.

El Jem tem duas grandes atracções de nível mundial: o anfiteatro romano e o Museu Arqueológico. Esta é uma cidade obrigatória a visitar na Tunísia.

O oásis de Chebika é realmente maravilhoso, provavelmente o mais belo oásis de montanha da Tunísia. Facilmente acessível a partir de Tozeur.

Chebika, um oásis nas montanhas

O maior oásis de montanha da Tunísia, a 65 km de Tozeur, não deixa ninguém indiferente e nós não fomos excepção. A actual povoação de Tamerza já não é a Tamerza que deslumbrou centenas de pessoas até à década de 70. Essa povoação desapareceu e está hoje em ruínas. Foi abandonada depois de ter sido quase completamente …

O maior oásis de montanha da Tunísia, a 65 km de Tozeur, não deixa ninguém indiferente e nós não fomos excepção. A actual povoação de Tamerza já não é a Tamerza que deslumbrou centenas de pessoas até à década de 70. Essa povoação desapareceu e está hoje em ruínas. Foi abandonada depois de ter sido quase completamente …

Ong Jemal situa-se na orla do Chott el Gharsa, um dos lagos salgados da Tunísia, que se estendem entre o Golfo de Gabés até à fronteira com a Argélia.

Ong Jemal situa-se na orla do Chott el Gharsa, um dos lagos salgados da Tunísia, que se estendem entre o Golfo de Gabés até à fronteira com a Argélia.

O Islão influenciou profunda e prolongadamente o norte de África. O símbolo por excelência desse domínio é a cidade de Kairouan, na Tunísia.

O Islão influenciou profunda e prolongadamente o norte de África. O símbolo por excelência desse domínio é a cidade de Kairouan, na Tunísia.

Cartago foi uma das cidades mais poderosas da Antiguidade. Os fenícios, interessados em proteger as suas rotas comerciais no Mediterrâneo, fundaram a cidade de Cartago no golfo de Tunes, em 814 a.C. Gradualmente, Cartago foi ganhando a sua própria identidade, poder e autonomia, desenvolvendo uma civilização própria, resultando da mistura entre os berberes indígenas e …

Cartago foi uma das cidades mais poderosas da Antiguidade. Os fenícios, interessados em proteger as suas rotas comerciais no Mediterrâneo, fundaram a cidade de Cartago no golfo de Tunes, em 814 a.C. Gradualmente, Cartago foi ganhando a sua própria identidade, poder e autonomia, desenvolvendo uma civilização própria, resultando da mistura entre os berberes indígenas e …

Dougga constitui uma das ruínas romanas mais bem preservadas do mundo e é uma visita obrigatória na Tunísia, sendo Património da Humanidade da Unesco.

Dougga constitui uma das ruínas romanas mais bem preservadas do mundo e é uma visita obrigatória na Tunísia, sendo Património da Humanidade da Unesco.

A Medina de Tunes é considerada pela UNESCO, desde 1979, Património da Humanidade, e é uma das mais bem preservadas do mundo islâmico.

A Medina de Tunes é considerada pela UNESCO, desde Património da Humanidade, e é uma das mais bem preservadas do mundo islâmico.