GEOLOGIA DE PENICHE

Aspectos geológicos e paleontológicos de Peniche
12 Pins11 Followers
Praia do Baleal: unidades arenítico-conglomeráticas da Formação "Grés Superiores com Vegetais e Dinossáurios" (FRANÇA et al., 1960), do Jurássico Superior, evidenciando estratificação entrecruzada.

Praia do Baleal: unidades arenítico-conglomeráticas da Formação "Grés Superiores com Vegetais e Dinossáurios" (FRANÇA et al., 1960), do Jurássico Superior, evidenciando estratificação entrecruzada.

Praia do Baleal: nível argiloso com tonalidades vermelhas e acinzentadas da "Formação grés superiores com vegetais e dinossáurios" (FRANÇA et al., 1960), do Jurássico Superior, evidenciando "figuras de carga".

Praia do Baleal: nível argiloso com tonalidades vermelhas e acinzentadas da "Formação grés superiores com vegetais e dinossáurios" (FRANÇA et al., 1960), do Jurássico Superior, evidenciando "figuras de carga".

Praia do Baleal: nível arenítico no seio de níveis argilo-siltíticos da Formação "Grés Superiores com Vegetais e Dinossáurios" (FRANÇA et al., 1960), do Jurássico Superior, com evidência de calcretos.

Praia do Baleal: nível arenítico no seio de níveis argilo-siltíticos da Formação "Grés Superiores com Vegetais e Dinossáurios" (FRANÇA et al., 1960), do Jurássico Superior, com evidência de calcretos.

Campo de lapiás no Cabo Carvoeiro.

Campo de lapiás no Cabo Carvoeiro.

Crinóides - Pentacrinus penichensis - no Cabo Carvoeiro, Peniche.

Crinóides - Pentacrinus penichensis - no Cabo Carvoeiro, Peniche.

Praia do Baleal: contacto entre níveis argilo-siltíticos e arenítico-conglomeráticos da Formação "Grés Superiores com Vegetais e Dinossáurios" (FRANÇA et al., 1960), do Jurássico Superior.

Praia do Baleal: contacto entre níveis argilo-siltíticos e arenítico-conglomeráticos da Formação "Grés Superiores com Vegetais e Dinossáurios" (FRANÇA et al., 1960), do Jurássico Superior.

Praia do Baleal: nível de restos vegetais incarbonizados na Formação "Grés Superiores com Vegetais e Dinossáurios" (FRANÇA et al., 1960), do Jurássico Superior.

Praia do Baleal: nível de restos vegetais incarbonizados na Formação "Grés Superiores com Vegetais e Dinossáurios" (FRANÇA et al., 1960), do Jurássico Superior.

Praia do Baleal: aspectos de erosão diferencial em níveis argilo-siltíticos da Formação "Grés Superiores com Vegetais e Dinossáurios" (FRANÇA et al., 1960), do Jurássico Superior.

Praia do Baleal: aspectos de erosão diferencial em níveis argilo-siltíticos da Formação "Grés Superiores com Vegetais e Dinossáurios" (FRANÇA et al., 1960), do Jurássico Superior.

Praia do Baleal: unidades arenítico-conglomeráticas da Formação "Grés Superiores com Vegetais e Dinossáurios" (FRANÇA et al., 1960), do Jurássico Superior, evidenciando laminação convoluta.

Praia do Baleal: unidades arenítico-conglomeráticas da Formação "Grés Superiores com Vegetais e Dinossáurios" (FRANÇA et al., 1960), do Jurássico Superior, evidenciando laminação convoluta.

Praia do Baleal: níveis oxidantes e redutores argilo-siltíticos da Formação "Grés Superiores com Vegetais e Dinossáurios" (FRANÇA et al., 1960), do Jurássico Superior.

Praia do Baleal: níveis oxidantes e redutores argilo-siltíticos da Formação "Grés Superiores com Vegetais e Dinossáurios" (FRANÇA et al., 1960), do Jurássico Superior.

Perspectiva aérea de Peniche.

Perspectiva aérea de Peniche.

Perspectiva do soco hercínico - Berlengas - a partir do Cabo Carvoeiro, Peniche.

Perspectiva do soco hercínico - Berlengas - a partir do Cabo Carvoeiro, Peniche.

Pinterest
Search